top of page

João Procópio Neto

João Procópio Neto é Ator, Diretor, Dublador e um dos artistas mais premiados e reconhecidos do Brasil, sendo sobrinho de Bibi Ferreira e Neto de Procópio Ferreira.

Image-empty-state.png

Formado pela Ecole Supérieure d’Art Dramatique

Image-empty-state.png

Participação em mais de 150 peças de teatro

Image-empty-state.png

Sobrinho de Bibi Ferreira e Neto de Procópio Ferreira

Trazendo no DNA o sangue do avô, o icônico ator brasileiro Procópio Ferreira, o também ator e diretor João Procópio Neto nasceu na cidade do Rio de Janeiro em 08 de julho do ano de 1970. Em sua vida, algumas 'coincidências' familiares ocorrem, seu avô, considerado um dos pais do teatro genuinamente brasileiro, também nasceu no dia 08 de julho e o seu primeiro contato com o espaço cênico ocorreu no Rio de Janeiro, no dia 19 de dezembro de 1970, aos cinco meses de nascido, no espetáculo "O Auto de Natal", de Nino Honorato com direção de Procópio Ferreira. Mas o seu primeiro trabalho profissional aconteceu no dia 19 de dezembro na novela adolescente 'Meu pé de laranja lima', na extinta TV Tupi.

Nos anos 70 participou de muitos trabalhos em teatro e TV. Em 1979, após a morte do avô, se mudou para a Europa. Lá, estudou artes cênicas no Le Conservatoire National Superieur D'Art Dramatique. Atuou com a Companhia da grande atriz francesa Katherine Monnon em espetáculos como por exemplo L’mort des Artist e com o grande diretor Jacques Rosner no espetáculo Le Bourgeois Gentil Home. Procópio Neto estudou em Paris, Londres e Roma, cursou em Paris (Commédie Française), e foi convidado a assistir aulas em Londres (Royal Theatre Academy) e Roma (Teatro Pariolli), como ouvinte.



De volta ao Brasil, trabalhou com grandes diretores como: 'Bibi Ferreira', 'Antônio Abujamra', 'Jorge Fernando', 'Thina Ferreira', 'Rubens Lima Júnior', 'Hamilta Rodrigues', 'Maria Lina', 'Julia Rosa', 'Mirian Pérsia', 'Nino Honorato', 'João Luiz Fiane', 'Lucy Freitas', 'Bemvindo Sequeira', entre outros.

Em companhia de Bemvindo Sequeira dirigiu o espetáculo 'Adolescentes, Aborrecentes, Aborrecidos', de Gisa Gonsioroski. Participou na direção de produção do projeto 'Cultura Viva de Nossa Arte' em beneficio da Casa dos Artistas, onde dirigiu os espetáculos 'Auto da Paixão' com atores e figurantes da região sul do Espírito Santo, e 'Quando se Abre o Baú', primeiro espetáculo realizado do projeto 'Poetas de Minha Terra'.


A convite da amiga e diretora do Departamento Social da Cia Procópio Ferreira, Rose Folly, no ano de 2003 criou um projeto de 'Popularização das Artes', onde assume a Supervisão do Projeto intitulado 'Sociedade Consciente, Cultura Ambiente' (projeto este realizado no Bairro Colubandê em São Gonçalo, no Rio de Janeiro.

Do ano de 2004 a 2007 dirigiu os espetáculos ‘Os Três Porquinhos', ‘O Doente Imaginário’, ‘A Cigarra e a Formiga', ‘O Bobo do Rei’, ‘O Pequeno Príncipe’, 'Castro Alves', 'A Dama e o Vagabundo', 'Gota D’água', ‘Psique a Imortal’ e 'Sarau de Poesias'.Em 2008 assinou a direção de dois espetáculos, 'Abracadabra Mágica Mística' musical infantil de sua autoria e a comédia 'A Donzela Arretada', de Paulo Souto, uma versão bem brasileira da 'Megera Domada' de Shakespeare. Em 2009 volta a montar o espetáculo 'Drag-Queens' e 'Senhoras D+', onde além de autor, atuou e dirigiu o espetáculo. No ano seguinte dirigiu 'Fragmentos de Gota D’Água'. Em 2011 'La Negra – Mercedes Sosa'. Em 2012 'Tributo a Clara Nunes'. Em 2014 o espetáculo 'Senhoras D+' volta a cena com apresentações em cidades no estado do Rio de Janeiro e começa a parceria com a Indústria para TV, com oficinas de artes.





Em 2015, pela terceira vez, João Procópio Neto é convidado pelo SATED-RJ para dirigir um texto nos projetos de leituras dramatizadas sob a coordenação da atriz Léa Garcia, quando dirigiu os espetáculos 'Como Caçar um Homem', de Vinicius Cardoso, 'Dois Perdidos Numa Noite Suja', de Plínio Marcos e 'Claro de David Ives'.


Em 2016 começa o seu trabalho com leituras dramatizadas no SATED-RJ. Em 2017 reestreia o espetáculo 'Abracadabra Mágica Mística'.


Em 2018 retoma as leituras no SATED, assinando a direção do texto de João das Neves 'A Pandorga e a LEI'. Em 2019 remonta o espetáculo 'Drag-Queens'. No período da pandemia, com a amiga Amélia Dória, dona da produtora Fora de Controle (BA) iniciou um trabalho de carpintaria teatral para montagem de um espetáculo, que precisou ser adiado por conta da pandemia e que neste ano retomou o processo.






Em 2020 o ator se dedicou a poesias pela internet e trabalhos online. Este ano reencontrou a amiga e produtora Renata Maria, dona da Mistic Agency (RJ/ES), iniciou uma parceria que já deu frutos, além de oficinas, a montagem que está sendo trabalhada, “O quebra-Nozes”, sendo convidado, também por Renata, para ser embaixador da Campanha Moda Solidária, projeto que arrecada alimentos e roupas para doação a famílias necessitadas nos eventos culturais.


Além de tudo que já desenvolve, João Procópio Neto está engajado na conscientização e informação sobre a regulamentação profissional, levando esse assunto a todo Brasil por meio de palestras e formações.


Procópio completou no dia 19 de dezembro de 2022, 50 anos de carreira, dando início as comemorações de aniversário com um evento na casa dos Braga, que celebrou o sucesso deste cinquentenário, com: 64 peças como ator e 58 como diretor, além de autor de quatro romances, ministrante de oficinas por todo país, participação em diversos filmes e novelas.





Galeria

bottom of page